quinta-feira, julho 22, 2010

Inverno místico




Lá fora o gelo cobre
Os campos e toda vegetação...
Na cidade, as casas
Ruas e avenidas,
São cobertas por
Nuvens em forma de
Pequenos tufos de algodão...
É a estação do inverno
Que impera... Congela.

Apesar das nuvens, o sol
Aparece entre elas como uma entidade
Espiritual e um lindo azul descortina-se
No céu revelando um colorido suave,
Mágico que encanta-nos.

É chegado o tempo, o momento,
Tempo de recolhimento, de introspecção,
De cuidar do jardim que habita no coração,
Se não o fez na outrora estação.

Ao som de uma inspirada música,
Da flauta mágica de Gunn
Ou do encantador violino de Vivaldi,
Participarmos duma catarse,
De uma verdadeira purificação espiritual,
Para na estação vindoura brotar...
Renascer... Florescer ainda mais bela,
Na plenitude do Amor, a flor mística da Alma,
Essência divina que anima a Vida.

-**-Elias Akhenaton-**-





3 comentários:

  1. Linda sua poesia, escreves com a alma..Isso é muito gratificante para quem lê..
    Serei mais uma de suas seguidoras, acompanharei suas escritas com todo o prazer..
    Parabéns....
    Visite meu blog ficarei muito feliz...
    Abraços carinhoso

    ResponderExcluir
  2. Amigo, todos por vezes temos que renascer, e tentar deixar para trás um qualquer inverno que durante algum tempo habitou no nosso coração. Absolutamente lindo, como sempre!
    É sempre um prazer enorme vir visitar o seu cantinho, é um local muito especial, onde o bom gosto e a qualidade estão sempre presentes, iluminando a alma de quem o visita.
    “Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz.”(Madre Teresa de Calcutá)
    Bjs do tamanho do infinito
    Maria

    ResponderExcluir
  3. Seu blog continua explendido, suas escritas são fascinantes.
    parabéns
    com carinho Poema as Bruxas

    ResponderExcluir