segunda-feira, março 22, 2010

O Deus que habita em mim!

O Deus que habita minh’Alma,
Vem da aurora dourada
Com seus raios vivificadores
Que renovam as Esperanças e a Fé
Para um novo dia...

Vem dos lírios dos campos e
Dos jardins floridos...
Vem do crepúsculo do Sol com
Seu espetáculo de cores douradas
No horizonte...

Vem da noite enluarada
Com suas estrelas brilhantes,
Reluzentes, estrelas cadentes
E sua Lua encantada...

O Deus que habita minh’Alma,
Vem do divino orvalho
Da madrugada
Com suas gotículas prateadas
Caindo sobre as flores delicadas...

Vem do lindo azul do mar,
De toda à natureza,
Das matas verdes e igarapés,
Cachoeiras e do lindo
Canto dos passarinhos
Como o canto do rouxinol e
Do bem-te-vi...
Vem dos Salmos de Davi....

O Deus que habita minh’Alma
É o Deus do Amor, da mística rubra flor,
Do peregrino e trepidante beija-flor,
Dos nobres sentimentos
E enlevados pensamentos...

Vem da chuva que faz brotar...
Vem do místico arco-íris
Com suas cores sutis...
Vem da melodia
Da inspirada poesia...

Enfim, o Deus que habita em mim
É o mesmo que está em toda parte,
Em tudo e em todos,
No meu e no teu coração,
Somos filhos da mesma criação,
Do mesmo Pai Criador,
Portanto, somos todos Irmãos,
Filhos do Amor!


Elias Akhenaton

domingo, março 14, 2010

Ser poeta!




Ser poeta é sentir um aroma
De flor a enlevar os sentimentos.
É sentir um halo de luz a iluminar
Os seus pensamentos.

É meditar e transcender ao cosmo
Infinito, buscando a inspiração
Para os belos versos de um poema,
Imprimindo emoções sentidas no coração.

É falar da alegria e do pranto...
Do desespero e da esperança...
Do desencanto e acalanto...
Do amor e temperança.

É sentir no peito amor profundo,
Mantendo brotada a flor da amizade,
Semeando ternura pelo mundo,
Na mais plena e pura simplicidade.

Ser poeta é amar a natureza,
Criação divina de primeira grandeza,
Ouvir o encanto do canto do rouxinol,
Vindo do rubro arrebol.

Ser poeta é ser tocado pela música suave
A embalar seus sonhos em noite de luar,
É sentir o espírito leve no ar
Como as espumas no mar.

Ser poeta é, sobretudo, acreditar
Na luz divina que ilumina o seu caminho,
Na ponta da pena a abençoar
Sua sensível alma de passarinho.

-**-Elias Akhenaton-**-



domingo, março 07, 2010

Mulher, ser de Luz divinamente concebida!


(Homenagem ao Dia Internacional da Mulher)
08 de março de 2010.
.
Ah Mulher! Como és bondosa, educadora
Que mesmo na azáfama do dia-a-dia
Educas a prole com paciência e sabedoria
Que brotam de tu’Alma protetora.
.
Protetora e geradora pelo desejo de Deus
Abençoando-lhe com o dom Sagrado da gestação
E um Amor de Maria pelos filhos teus,
Infinito, eternamente gravado no coração.
.
És a fonte suprema da Vida,
Uma terna poesia dos cantares de Salomão,
Inspiração dos poetas e de toda uma nação.
Ser de Luz Divinamente Concebida!
.
És a flor singela desabrochada no jardim,
Exalando ternura e um doce frescor
De perfume no ar com cheiro de jasmim.
Tu és o verdadeiro Manto sublime do Amor.
.
Enfim, és Mulher, Mãe, dedicada
Esposa, amante, amiga, companheira,
Nasceu pra amar e ser amada, guerreira,
Mas sem perder sua essência delicada.
.
Elias Akhenaton

segunda-feira, março 01, 2010

Amor infinito



Somos uma perfeita combinação
Uma junção de corpo e Alma
Como o jardim e a flor, amor-perfeito,
Um Amor infinito, sentimento místico.
.
Sabemos da dimensão do nosso Amor
Dos intensos carinhos em esplendor,
Queremos eternamente nos amar
Na magia sincera de um simples olhar.
.
Temos a suavidade dos nossos
Corpos quentes
Entre abraços e beijos
Num eterno desejo.
.
Vivemos uma sagrada união
Onde à felicidade é o manto
Do Amor infinito, numa terna
Doçura que brota do coração.
.
Elias Akhenaton