quinta-feira, julho 22, 2010

Inverno místico




Lá fora o gelo cobre
Os campos e toda vegetação...
Na cidade, as casas
Ruas e avenidas,
São cobertas por
Nuvens em forma de
Pequenos tufos de algodão...
É a estação do inverno
Que impera... Congela.

Apesar das nuvens, o sol
Aparece entre elas como uma entidade
Espiritual e um lindo azul descortina-se
No céu revelando um colorido suave,
Mágico que encanta-nos.

É chegado o tempo, o momento,
Tempo de recolhimento, de introspecção,
De cuidar do jardim que habita no coração,
Se não o fez na outrora estação.

Ao som de uma inspirada música,
Da flauta mágica de Gunn
Ou do encantador violino de Vivaldi,
Participarmos duma catarse,
De uma verdadeira purificação espiritual,
Para na estação vindoura brotar...
Renascer... Florescer ainda mais bela,
Na plenitude do Amor, a flor mística da Alma,
Essência divina que anima a Vida.

-**-Elias Akhenaton-**-