sexta-feira, dezembro 07, 2012

Soneto de Natal




Que no natal, a melodia do amor
Seja cantada nos quatro cantos
Do mundo, com notas de louvor,
Regidas com ternura e encanto.

Que o eco desta sublime canção
E mais a luz de Jesus menino,
Deitado em seu berço divino,
Tragam momentos de reflexão.

Reflexão de um acontecimento
Singular que marcou com magia
A chegada do seu nascimento.

Levando o homem a acreditar
Na paz, na esperança e alegria,
Contagiando-o com o ato de amar.

-**-Elias Akhenaton-**-

3 comentários:

  1. Oi Elias
    Queria escrever alguma coisa da poesia, mas não consegui ler. Se você aumentar um pouquinho eu volto.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  2. To un poema lleno de mensajes y con mucho cariño Elias.
    Bueo hace tiempo que no te leia y espero que quieras volver a pasarte por mi casa.
    un abrazo

    ResponderExcluir
  3. Oi Elias!
    Agora sim consigo ler.
    Que simpatia de poesia que fala de louvor, perdão, amor; tudo o que no momento precisamos
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir