quarta-feira, janeiro 23, 2013

Teu Corpo



Beijo teus lábios sedentos com fervor,
Com todo o desejo que há em mim
E com o espírito de menino que enfim
Saboreia à deliciosa seiva do amor.

Vou desnudando teu corpo por inteiro,
Descobrindo teu mais íntimo segredo,
Em tua silhueta faço meu samba-enredo,
Transformo em avenida, único roteiro.

Passeio em tuas esquinas com prazer,
Sentindo os teus poros em explosão
Arrepiarem, te fazendo enlouquecer.

Enlouquecer na chama rubra da paixão
Mas também no amor que me faz viver
Fazendo do teu corpo minha inspiração.

--**--Elias Akhenaton--**--

"Um peregrino da vida, pescador de emoções".


4 comentários:

  1. Seu poema representa paixão!!!! Lindo e envolvente demais! Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Ao ler seu poema me senti a personagem e me transportei para uma noite sem fim, onde beber o vinho gelado de seus lábios... um momento caliente...uma cúmplicidade de duas almas sem interesse algum, apenas de ser feliz longe da luz do mundo.
    Lindo poema meu poeta!!
    Abraço fraternal
    Nicinha

    ResponderExcluir
  3. Bello poema, lleno de sensualidad.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  4. Un poema dulce, exquisito, lleno de amor. Abrazo

    ResponderExcluir