terça-feira, fevereiro 26, 2013

O Voo Livre da Poesia

















A poesia é concebida na nascente
Do coração. Não dar p’ra ser medida,
À intensidade, à força da corrente.
São emoções, retratos de uma vida...

...Que escorrem do peito para a caneta,
Num papel em relevo de espinho e flor.
São impressões da alma do poeta,
Que canta seus versos na verve do Amor.

Há quem diga que fica nos dedos
Sua emoção. É não! Fica no coração
E lá não há sentimentos em segredos.

À janela d’alma está sempre aberta,
Refletida em sua inspiração.
E nela, à poesia voa. Liberta!


-**Elias Akhenaton-**-
“Um peregrino da vida, pescador de emoções.”


4 comentários:

  1. E é só assim que ela realmente flui: quando é livre. Quando vai e vem ao seu bel prazer. Linda postagem, maravilhoso o teu espaço.

    ResponderExcluir
  2. Maravilloso leerte mi querido Elias, fluyen sentimientos hermosos en cada una de tus letras!
    Te dejo un fuerte abrazo, bonito día!

    ResponderExcluir
  3. El poeta siempre canta al amor.
    Encantado de visitarte Elias, te espero por mi casa.
    un abrazo

    ResponderExcluir
  4. Você é espetacular,Elias!

    Poema e liberdade juntos.

    Lindo,meu novo amigo que vive a poetar como eu!

    Obrigada pela visita e belo comentário.

    Vou colocar seu blog em favoritos para receber suas atualizações e estar sempre aqui.

    Seguindo-o também.

    Beijos com gosto de carinho


    Donetzka

    ResponderExcluir