segunda-feira, outubro 28, 2013

Insensato Coração
















Quero-te abraçar bem forte. Talvez,
O último abraço em que vou sentir,
Teu corpo ao meu, pois tua insensatez,
Magoou-me, mesmo amando, vou partir.

Teu amor não passou d’uma quimera,
Dum fingido e mentiroso coração.
Qu’ me fez pensar que tu eras sincera,
Na realidade o que sentias era ilusão.

Estás em meu peito e nele vais ficar. –
Mesmo sabendo que eu fui como vento...
Que passa, mas meu amor vai continuar!...

... Nele há razões que não sei explicar!
Coisas do amor... Deste sentimento,
Que brotou pra ficar. Nasceu pra te amar.

-**-Elias Akhenaton-**-
“Um peregrino da vida, pescador de emoções”.


7 comentários:

  1. Em um abraço somos capazes de sentir o coração do outro =)

    ResponderExcluir
  2. Coisas do amor, esse louco que as vezes nos faz balançar...
    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  3. O amor por vezes tem razões que a razão desconhece. Lindissimo poema meu amigo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  4. Poema lindo e romântico!Passando para desejar-lhe uma maravilhosa noite!Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Cosas del corazón,
    un saludo y buenas noches

    ResponderExcluir
  6. Bom dia lindo poema um abraço e bom domingo
    Claudio Schmitt

    ResponderExcluir
  7. Coisas que um coração apaixonado não aceita.
    Teus versos tristes despontam em tamanha poesia.
    Bjsssss

    ResponderExcluir