domingo, dezembro 01, 2013

Eterno Natal!
















Quão bom que à paz pairasse no ar,
Inspirando a vida de todo ser humano,
Em todo canto da terra, além-mar,
Semeando a ternura no quotidiano...

Plantando n'alma, um eterno natal!...
Semeando e colhendo, à paz de Jesus.
Criando um mundo sem conflitos: real,
Iluminado pelo resplendor da sua luz.

Assim; co’ o eterno espírito natalino,
Cada um seria amável em seu interior:
Todo irmão doando um afeto cristalino...

Compartilhando às bençãos do Criador,
Que através do filho, Jesus menino,
Mostrou-nos o seu imensurável Amor.

-**-Elias Akhenaton-**-
“Um peregrino da vida, pescador de emoções”.

3 comentários:

  1. Mensagem de paz a encantar o teu poema.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Querido Poeta

    Quem dera a paz tão almejada por nós pairasse não somente no ar mas também em todos os corações...que o Jesus Menino seja o grande mensageiro...um soneto com versos puros carregados de esperança que aconteça uma mudança...bela e sensível inspiração...parabéns!
    Aproveito para te desejar um Santo e Abençoado Natal na companhia das pessoas que mais amas.
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  3. É para mim uma honra acessar ao seu blog e poder ver e ler o que está a escrever é um blog simpático e aqui aprendemos, feito com carinhos e muito interesse em divulgar as suas ideias, é um blog que nos convida a ficar mais um pouco e que dá gosto vir aqui mais vezes.
    Posso afirmar que gostei do que vi e li,decerto não deixarei de visitá-lo mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Aproveito para lhe desejar um feliz Natal e um Ano-Novo cheio de felicidades.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se ainda não segue pode fazê-lo agora, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    Que a Paz de Jesus esteja no seu coração e no seu lar.

    ResponderExcluir