sexta-feira, janeiro 25, 2013

Soneto dos teus olhos


Nada é tão inspirador em minha vida,
Que o brilho da luz do teu divino olhar.
Espelho de uma (e) terna alma refletida,
Que a contemplando, faz-me levitar...

Em teus olhos viajo ao espaço etéreo,
Enlevado na beleza infinda do teu ser,
E perto do sagrado manto azul sidéreo,
Sou como pássaro feliz, ao alvorecer...

Teus olhos são os raios dourados do sol
Que alumiam a senda deste peregrino,
Traz paz, à tardinha; o canto do rouxinol...

Olhos que embelezam o meu destino!
Enquanto o sol se põe, em seu arrebol,
Declaro o meu amor, puro e cristalino.

-**-Elias Akhenaton-**-
“Um peregrino da vida, pescador de emoções”.
 

quarta-feira, janeiro 23, 2013

Teu Corpo



Beijo teus lábios sedentos com fervor,
Com todo o desejo que há em mim
E com o espírito de menino que enfim
Saboreia à deliciosa seiva do amor.

Vou desnudando teu corpo por inteiro,
Descobrindo teu mais íntimo segredo,
Em tua silhueta faço meu samba-enredo,
Transformo em avenida, único roteiro.

Passeio em tuas esquinas com prazer,
Sentindo os teus poros em explosão
Arrepiarem, te fazendo enlouquecer.

Enlouquecer na chama rubra da paixão
Mas também no amor que me faz viver
Fazendo do teu corpo minha inspiração.

--**--Elias Akhenaton--**--

"Um peregrino da vida, pescador de emoções".