sexta-feira, novembro 25, 2011

Pensamento


Os vendavais podem derrubar
As rosas do jardim do nosso coração...
Mas jamais sua essência.
Esta estar impregnada nos
Laços da esperança, pronta
A exalar novamente o seu perfume.”

-**-Elias Akhenaton-**-







quarta-feira, novembro 23, 2011

Contemplando a natureza


Sentado à margem da cachoeira,
À tardinha.
Observo a queda d’água,
Caindo e escorrendo por entre
Às pedras.

Escuto o barulhinho mágico desse
Elemento purificador e o canto
Dos passarinhos vindo da mata verde...
Um encanto!

Quanta beleza a contemplar na
Divinal natureza!...
Inesgotável!

Deixo fluir meus pensamentos,
Elevando-os ao céu.

Neste momento; uma chuva fina, passageira,
Cai devagarzinho, molhando meu corpo,
Regando à flor de minh’alma.

Quão lindo é o arco-íris colorido,
Com sua ponta reluzente cruzando
Sobre o espelho d’água!

Surge o Astro-Rei, após a chuva.

Infinda é à contemplação,
Agora com o pôr do sol,
Em seu rubro arrebol...
E na cadência da inspiração,
À poesia pulsa;
Serena, em meu coração!

-**-Elias Akhenaton-**-




domingo, novembro 20, 2011

A sutileza da natureza

Meus pensamentos voam
Em direção ao prado celeste,
Procurando inspiração
Na natureza agreste.

Sou um amante da natureza,
Manifestação de Deus criador,
Fonte divina de pura beleza,
Concebida com muito amor.

Amo à cor verde esperança das matas
E o lindo canto dos pássaros,
Um acalento em forma de serenata,
Que acalma e dirige meus atos.

Adoro os animais nela existentes,
As cachoeiras e suas cascatas,
Os demais entes sobreviventes,
Que bebem de suas águas.

Agradeço a Deus pela riqueza
De ter a mãe natureza,
Com sua prístina beleza -
Fonte de mistério e sutileza.

-**-Elias Akhenaton-**-